free website maker

Dicas de Viagens Gelitur

Tiramos Visto e Passaporte!

A finalidade desse guia é ter informações básicas sobre o destino e também sobre o planejamento. De forma que não falte nada na sua viagem, e para que não fiquem desatualizados, queremos que sinta-se a vontade para tirar duvidas e fazer perguntas no nosso canal de mensagem.

Dicas de viagem

Um país de superlativos: maior país falante da língua espanhola, segundo maior da América Latina, oitavo maior do mundo. A Argentina, país vizinho ao Brasil tem muito a oferecer em território tão extenso! Entre o charme de sua capital e as belezas naturais da Patagônia, há aventura para quem é de aventura, descanso, lazer e cultura e seja nas grandes cidades ou em terras pouco conhecidas, as paisagens são de tirar o fôlego!

MALA
Sua mala para a Argentina irá depender da estação do ano e do destino escolhido. Porém, sempre há um básico do que se deve levar para cada destino, confira nossas dicas:
O que levar para Buenos Aires: A capital é extremamente quente e abafada no verão. Por isso, aposte em roupas confortáveis e frescas, como bermudas, camisetas e para caminhar bastante, use tênis, Já o frio do inverno pode ser congelante, leve sobretudos, blusas térmicas, cachecol, casacos, luvas, protetor labial e botas.
Mendoza e região costumam acompanhar o clima de Buenos Aires, porém, por ser aos pés da Cordilheira, pode ser um pouco mais fresca no início da manhã e à noite. Portanto, no verão, leve casacos leves!
O que levar para a região da Patagônia: Seja no inverno ou no verão, leve roupas quentes. Corta-vento, gorro e luvas são essenciais, além de claro, roupas térmicas. Os calçados devem ser confortáveis e firmes, portanto, é bom apostar em tênis específicos para caminhadas ou galochas para enfrentar a neve. 

Ninguém gosta de perder grana, então, é bom saber algumas dicas sobre como trocar dinheiro da melhor forma para não sair perdendo. Além do câmbio que pode variar de estabelecimento para estabelecimento, o viajante desavisado ainda corre risco de trocar dinheiro e ganhar algumas notas falas, que pode gerar transtorno na viagem. Você pode trocar seu dinheiro em casas de câmbio e bancos autorizados. A maioria aceita dinheiro para a troca de moeda, mas alguns também aceitam cartões de crédito, um detalhe importante é saber que as taxas de câmbio são flutuantes. Portanto, é bom ficar de olho.
Uma dúvida muito comum é quando fazer a troca de dinheiro, e isso depende do destino da sua viagem. Para lugares que aceitam dólar ou euro o ideal é fazer o câmbio antes da viagem, pois são moedas facilmente encontradas na maioria das casas de câmbio.
Países que utilizam outras moedas mais difíceis de encontrar no Brasil, como países africanos ou asiáticos, o melhor é trocar dólar antes de viajar e durante a viagem ir trocando o dinheiro nas casas de câmbio locais. Evite fazer trocas de moeda em aeroportos, mas também fuja de casas de câmbio desconhecidas em qualquer país que esteja. Nos aeroportos, apesar de apenas operarem corretoras mais confiáveis, também são praticadas as taxas mais desvantajosas para o cliente.
Não leve Reais com intuito de trocá-lo no exterior, porque a cotação é sempre desfavorável, com exceção de alguns países latino-americanos, não vale a pena levar a moeda brasileira para fazer o câmbio, principalmente se o destino for Europa ou América do Norte.  

Documentos para viagem são aqueles que você se pega pensando no caminho do aeroporto se nada ficou para trás, aqueles que você passa e repassa varias vezes na sua cabeça para garantir que tudo sai dentro do planejado.

01 - Lista de documentos essenciais para viagens Internacionais
• Passaporte original e Xerox.
• Visto ( se for necessário )
• Seguro viagem
• Confirmação de vôo, reserva de hotel.
• Certificado ( carteira ) Internacional de vacinação vacinas válida.
• Dinheiro trocado, de preferência dólar ou euro.
• Outras formas de pagamento, tipo cartão de crédito, débito, travel checks, etc…
• Seguro de saúde para viagem (número de apólice, detalhes…)
• Guia de viagem e medicamento de uso diário.
• Telefone de emergência, incluindo embaixadas, consulados, hotel de destino…
• Roteiro de viagem contendo telefones de contato de emergência e contatos da agencia.
• Kit de remédios.

02 - Documentos que você não pode esquecer em voos nacionais
Ao fazer o Check-in e para embarcar, você precisará apresentar um documento de identidade com foto. Os documentos da seguinte lista são aceitos para viagens dentro do Brasil.
• Carteira Nacional de Habilitação (CNH, apenas o modelo novo, com fotografia)
• Carteira de identidade (RG) com até 10 anos de validade em bom estado ou passaporte.

Comece a pensar na sua bagagem com antecedência
Não deixe para arrumar sua mala em cima da hora. Comece a separar suas roupas e arrumar a bagagem com, pelo menos, uma semana de antecedência. Até porque, ao arrumar a mala na correria, as chances esquecer algo ou levar coisas desnecessárias são maiores.

Pesquise sobre o destino antes de arrumar a mala
O passo número 1 para arrumar a mala de viagem é conhecer o destino. Pesquise sobre o clima na época que você vai viajar, confira a temperatura média, índice pluviométrico e os passeios que pretende fazer.
Por exemplo, se seu roteiro incluir longas caminhadas, não esqueça de levar um tênis confortável. Se for a praia, o protetor solar é item indispensável. Mesmo sabendo a estação em que o país se encontra, é sempre bom pesquisar como são os dias por lá. Até porque, existem lugares em que, mesmo no verão, as noites são frias.  

Depois de pesquisar sobre o clima e o estilo do lugar que você vai visitar, é preciso escolher as peças de roupas adequadas. Lembre-se de levar peças que sejam versáteis e combinem entre si, alguns itens são básicos em todas as malas, não importa qual seja o destino, tais como: roupa íntima, calça jeans, blusa básica e sapato confortável. Esses você deve separar primeiro já pensando em combiná-los com, no mínimo, outras duas produções.
E não monte um look diferente por dia. Se fizer isso, a chance de levar mais peças do que o necessário é muito grande. O ideal é escolher somente peças que combinam entre si. Ao definir previamente os conjuntos que vai usar na viagem, pense que as peças devem ser usadas mais de uma vez, uma dica para variar as produções, principalmente para as mulheres, é apostar em acessórios.
Leve opções de cachecóis, echarpes e óculos de sol. Como são itens pouco volumosos, é possível levar uma quantidade grande e variar ao longo da viagem.
Antes de guardar os itens na mala, separe tudo que pretende levar e coloque em cima da cama. Assim, você visualiza o que separou e evita repetições. Se você pegar do armário e colocar direto dentro da mala, acaba perdendo a noção do que está levando.
Faça uma pré-seleção de itens, e a medida que for arrumando a mala veja o que é necessário ou não levar. Uma dica é sempre colocar as peças mais pesadas no fundo da mala e tentar acomodar uma peça para cada lado, para nivelar a sua bagagem.  

Junto com você, leve todos os itens burocráticos importantes da viagem, como passaporte, RG, CPF, CNH e as reservas impressas.
Alguns destinos também podem exigir documentos específicos como visto ou certificado internacional de vacinação contra a febre amarela.
Lembre-se de conferir todos os pré-requisitos com antecedência para não ter problemas na hora de embarcar.
Se você viaja com crianças ou adolescentes, o cuidado de deve ser redobrado.
No que se refere aos itens formais, não esqueça dos documentos pessoais da criança, RG, passaporte ou certidão de nascimento, e as devidas declarações de permissão para o transporte de menores.

Vacinas

Uma das melhores e mais recomendadas formas é estar devidamente vacinado. Inclusive, em certos países o turista só pode entrar se apresentar o certificado internacional de vacina.
Em países como África do Sul, Austrália e Tailândia a apresentação do certificado internacional de vacina da febre amarela é imprescindível. Normalmente o viajante nem pode embarcar sem ele, já que a companhia aérea solicita o mesmo no ato do check-in.
O ideal é procurar um médico ou posto de saúde com um mês de antecedência da viagem para conseguir se organizar e tomar todas as doses de vacina necessárias. Isso porque algumas delas levam semanas para gerar a proteção desejada, como é o caso da vacina contra a febre amarela, que é recomendado tomar com até três semanas de antecedência da data de embarque.

Quais países exigem a vacinação?
Antes de viajar pergunte a seu Agente de viagem e confira o site da Anvisa onde você seleciona o país de destino e recebe as informações de obrigatoriedade ou recomendação de todas as vacinas.

Como fazer o Certificado Internacional de Vacinação?
Esse certificado comprova que você realmente tomou as vacinas necessárias para a sua viagem. No Brasil ele é concedido pela Anvisa e para obtê-lo você deve preencher o formulário no site da Anvisa. Depois, deve ir juntamente com sua carteirinha de vacinação comum, para algum dos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante.
Guarde seu certificado porque ele será requisitado no check-in e no desembarque nos países onde a vacinação é obrigatória. Quando retornar de viagem não se desfaça dele, pois a maioria das vacinas possui um extenso prazo de validade e não é necessário fazer um novo certificado com o tempo.   

dicas-gelitur

Aeroportos

Em alguns casos, quando a viagem não é longa, os passageiros optam por ir até o aeroporto de carro e deixá-lo lá por alguns dias. Para quem é adepto dessa prática, o melhor a se fazer é tirar foto do setor onde você estacionou o veículo.
A final de contas, quem nunca esqueceu onde estacionou? Se isso acontece com freqüência quando vamos ao shopping, imagina dias depois de uma viagem relaxante? Previna-se. 

A pior coisa do mundo é ter sua bagagem extraviada ou danificada durante uma viagem. Por esse motivo é importante tirar uma foto do estado de sua mala antes de despachá-la. Caso aconteça algum imprevisto, a imagem pode ajudar a companhia aérea a recuperar seus pertences com mais agilidade.
Também é importante identificar sua mala com algo pessoal. Uma fita, um chaveiro colorido e etc. Existem muitas malas iguais numa esteira. Identificá-la com algo diferente pode evitar troca de bagagem. 

Para quem tem medo de turbulências, o ideal é marcar voos no período da manhã. Os ventos mais fortes que causam instabilidade geralmente se concentram durante a tarde e a viagem matinal é bem mais tranqüila.
Também opte pelos assentos do meio do avião, o bico e o fim do avião tendem a ter mais balanço. 

Às vezes pode acontecer de seu voo ser cancelado quando você já está dentro do aeroporto. Se isso acontecer, evite ficar na fila da companhia aérea para reservar um novo vôo. Por lá terão inúmeras pessoas furiosas e reclamando com a equipe de funcionários.
O melhor a se fazer é utilizar um telefone do próprio aeroporto e ligar para a companhia aérea tentando um reagendamento.

Caso tenha duvidas entre em contato com a equipe da Gelitur que teremos o prazer de responder e tirar todas as suas duvidas. 

aeroportos

Receba nossa programação completa

Para ficar por dentro de todas excursões realizadas pela Gelitur, é só você se cadastrar para receber nossa programação na sua caixa de e-mail e escolher a viagem dos seus sonhos.

Cadastre-se

Receba nossos roteiros nacionais
e internacionais

Acompanhe nossas redes sociais